<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2075034\x26blogName\x3d%C3%89+sempre+assim\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://caru.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://caru.blogspot.com/\x26vt\x3d-4795325790978278189', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=2075034&amp;blogName=%C3%89+sempre+assim&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=SILVER&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2F&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2Fsearch" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
sexta-feira, junho 29, 2001


Foi o Jonathan quem disse:


This is illegal, this is amoral, this is unethical, this is indefensible, this is dodgy, this is dubious, this is unacceptable, this is inexcusable... and yet... this is appealing, this is intriguing, this is attractive, this is seductive, this is tempting, this is irresistible...

Um pouco confuso, mas é isso aí. Falou, tá falado.








Olha o Olho da Menina



quinta-feira, junho 28, 2001


atendendo a pedidos:
hoje o meu humor tá péssimo.
não me encham o saco!!!



quarta-feira, junho 27, 2001


E o inverno chegou com força total e
eu esqueci de homenageá-lo.
Acordei com essa música na cabeça.

Ei-la:

Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Que eu quero estar junto a ti
Eu (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo meu amor
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Meu amor...
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)








DESENHAR UMA RETA ME FAZ TRISTE

O ciclo se encerra e eu pareço estar bem.
Talvez pelo choque ainda. É provável que
quando a ficha cair a coisa fique feia, mas
eu prefiro deixar tudo acontecer no seu tempo.
Desenhar uma reta já me faz triste.





Encerra-se um ciclo da minha vida.
Tudo começou com essa música (lembra?) e,
talvez por ironia do destino, termina com ela.
Nunca PERHAPS quis dizer tanto PERHAPS...

you won't admit you love me.
and so how am i ever to know?
you only tell me
perhaps, perhaps, perhaps.


a million times i ask you,
and then i ask you over again.
you only answer
perhaps, perhaps, perhaps.


if you can't make your mind up,
we'll never get started.
and i don't wanna wind up
being parted, broken-hearted.
so if you really love me,
say yes.
but if you don't, dear, confess.
and please don't tell me
perhaps, perhaps, perhaps.


if you can't make your mind up,
we'll never get started.
and i don't wanna wind up
being parted, broken-hearted.
so if you really love me,
say yes.
but if you don't, dear, confess.
and please don't tell me
perhaps, perhaps, perhaps,
perhaps, perhaps, perhaps,
perhaps, perhaps, perhaps.





Apesar de você, amanhã há de ser outro dia.





E falando com o G hoje à noite, surgiu
uma muito boa: se tiver Nutella, não tem
cautela.




terça-feira, junho 26, 2001


E não é que o Jampa, amigo blogueiro,
postou hoje (como já fez antes) uma música que tem tudo
a ver com meu dia, mesmo sem saber como foi meu dia?

Lindo!





Da coluna de hoje da Marilene Felinto, citando Hermann
Hesse, que também é um dos meus autores preferidos da
adolescência (que perdura até hoje):

"Nenhum homem chegou a ser completamente ele próprio.
Uns não chegam nunca a ser homens, ficam em rã, lagarto ou formiga".





NOSSA!!!!

Notícia bombástica ontem. Ainda estou meio que
em estado de choque, mas tudo bem.
Uma amiga me ligou ontem à noite super acabada
para me contar uma coisa muito triste.
Cara, não consigo nem dizer nada para ela.
O que uma pessoa faz quando descobre que o cara
por quem era apaixonada curte outros caras???
Pior, quando fica sabendo por terceiros e não tem
nem como chegar pro cara e dizer: "Ah, tá, já sei quem você
é e o que você fez. Ahãm, podemos ser amigos sim".

Chato, muito chato... Continuo em choque.



segunda-feira, junho 25, 2001


MEU ERRO
Eu quis dizer, você não quis escutar
Agora não peça, não me faça promessas
Eu não quero te ver, nem quero acreditar
Que vai ser diferente, que tudo mudou
Você diz não saber o que houve de errado
E o meu erro foi crer que estar ao seu lado bastaria

Ah, meu Deus, era tudo que eu queria
Eu dizia o seu nome não me abandone jamais


O erro na verdade foi meu, e eu já sei qual foi.
Entendi direitinho: as pessoas têm limitações. Se você espera
qualquer coisa além dessas limitações e a pessoa não corresponde,
quem está errado é você.

Viu como é simples?





Cacaso strikes again.
E antes que me mandem e-mails dizendo que não é
para provocar e blá, blá, blá, eu já aviso que os versinhos
eu vi num livro, gostei e só. Sem relação com ninguém e com nada.

CAPA E ESPADA
meu amor sentindo-se incapaz de ser amada
levanta herméticos escudos e duendes a qualquer
dádiva
que de mim - ai de mim! - possa brotar

nada mais ameaçador que os olhos do amor


ORGULHO
decresça e
apareça


SINISTROS RESÍDUOS DE UM SAMBA
não chore meu amor não chore
que amanhã não será outro dia


SERESTA AO LUAR
desde que declarei meu amor nunca
mais me olhou de frente





Festa de São Jadeilsu show de bola!!!

Sucesso total de público e de críticas.
Trabalhamos loucamente o sábado todo, mas
o resultado foi brilhante. Decoração linda, comes e
bebes sem fim, muito forró e animação. Teve quadrilha, teve
Dança do Minuê, fogueira... tinha até um cara cuspindo fogo!
Correio elegante, todo mundo caracterizado e para lá de animado.
Valeu muito à pena o cansaço de preparar tudo.
Agradecimentos especiais: Karen (a caipira mais caipira), G (o mais animado),
Ricardo e Heitor (que proporcionaram MUITA risada), Marina Z (que foi quase
que só para trabalhar, mas mandou muito bem), Lica (que até cuspiu fogo), Tio
Márcio (que trabalhou mais que qualquer um), Tia Nilva & amigas (que pilotaram
o fogão com uma disposição de fazer inveja a qualquer jovenzinho cansado),
Mirna (que, além de segurar uma barra, ajudou muito a tirar sarro e criou até
um slogan que foi ultra-utilizado: "se cobre, que tá frio!"), e o mais especial de todos:
a todos os convidados que enfrentaram o frio absurdo que fazia para se divertirem
com os amigos (tenho certeza absoluta que ninguém se arrependeu).

As fotos estarão à disposição logo mais.



sexta-feira, junho 22, 2001


Acordei cantando uma musiquinha linda,
tudo por culpa do Andrezinho, que é o
guitarrista mais fofinho que eu já vi.

"It’s hard to say what it is I see in you
Wonder if I’ll always be with you
But words can’t say, and I can’t do
Enough to prove
It’s all for you"



quinta-feira, junho 21, 2001


Ainda bem que a minha vida não é
como o Mc Donald's e eu não preciso
pedir nada pelo número.

Obrigada Senhor, por fazer com que eu
visse que estava entrando numa fria
antes de não ter mais saída.



quarta-feira, junho 20, 2001


Para a minha amiga Marina
e lembrando Nelson Rodrigues:

ululante: 1 Que ulula, que uiva. 2 Lamentoso, plangente, clamoroso.
3 Bras. Fig. Evidente, claríssimo, insofismável; gritante.






Agora é sério, de verdade!

I don't care






Só quero que você
me aqueça nesse inverno
e que tudo mais vá pro inferno



terça-feira, junho 19, 2001


A beautiful song I heard last night and that I
think I won't be able to sing for a while:
Ah! Se eu pudesse entender
O que dizem os teus olhos...







"Não é mostarda.
Limão!"

de uma conversinha sobre estatrégias
e bolinho de pinhão com Marina Zveibil.



segunda-feira, junho 18, 2001


Ah! Já ia me esquecendo da pergunta do dia:

Por que será que as pessoas insistem em me
mostrar coisas que eu não quero ver???





Essa coisinha chata e gelada me persegue
e eu não tô conseguindo escapar. vai ver que
é porque às vezes, quando esquece que TEM
que ser insuportável, se mostra uma pessoa
irresistível. não sei se é quando esquece ou
se sabe MUITO BEM a hora de ser cada coisa.
prefiro acreditar que não, que é sem querer.





O pior é que eu tenho quase certeza que
se fizesse bem eu não daria a mínima bola.





ARGH!!

Como eu odeio gostar do que me faz mal!!!!





Once I ran to you
now I run from you





Minha amiga Dani Marx me mandou uma crônica MUITO legal,
e parece que ela me conhece mais do que eu imaginei.
Ou será que todo mundo é assim?

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai ligar e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário, ele escuta Egberto Gismonti e
Sivuca. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e ainda assim você não consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita de boca, adora animais e escreve
poemas. Você adora brigar com ele e ele adora implicar com você. Isso tem nome.
Por que você ama este cara? Não pergunte pra mim.




sexta-feira, junho 15, 2001


"eu pensei em mim
eu pensei em ti
eu chorei por nós
que contradição
só a guerra faz
nosso amor em paz"



quarta-feira, junho 13, 2001


E a redação toda canta numa voz só:

Não sei porque insisto tanto em te querer
Se você sempre faz de mim o que bem quer







Nooooooooooossa!!! Alguém ligou pro astrólogo... Olha meu horóscopo
de hoje:

"Uma atitude defensiva perante a vida é que gera solidão e amargura..."





Oba!!! Mais presentes à noite!!!

Esse tal de dia dos namorados rendeu!!!



terça-feira, junho 12, 2001


Dia dos namorados super-ultra-mega-power-hiper girafinha!!!

Para comemorar cantarolando:
Não se afobe, não
Que nada é pra já
O amor não tem pressa
Ele pode esperar em silêncio



Apenas seguirei, como encantado
Ao lado teu









Jô, Lalá,
vocês são o máximo do
supra-sumo!!!!!





Happy! Happy! Joy! Joy!

Ganhei um presente de dia dos namorados
que são vários presentes.
Todos com muitos smiles, beijinhos e coraçõezinhos.
Acompanhados de um coro: FELIZ DIA DOS NAMORADOS!!!

Lindo!!!!



quinta-feira, junho 07, 2001


E é o fim ouvir de uma terceira pessoa
que eu preciso resolver uma coisa que
eu nem sei porque está mal resolvida.





E não é que a Lenda do Pégaso grudou na minha cabeça?

"Era uma vez, vejam vocês, um passarinho feio
que não sabia o que era, nem de onde veio
então vivia, vivia a sonhar em ser o que não era
voando, voando com as asas, asas da quimera"



quarta-feira, junho 06, 2001


tão bom estar apaixonada de novo...

sentir aquele friozinho na barriga quando vê,
ficar sem jeito, não saber onde esconder as
mãos suadas, rir sozinha o tempo todo,
achar todas as músicas de Chico e poemas de
Vinícius maravilhosos... até o ciúmes é gostoso
quando estou apaixonada.
bom mesmo, principalmente quando é por aquela
pessoa que seria a última por quem eu me atrairia.
muito bom mesmo por ter certeza de ser correspondida,
por perceber que ele não tem medo de assumir que gosta,
e por ele me fazer FELIZ!





E a grande pergunta da noite,
a pergunta que não quer calar:

COMO ASSIM?????



terça-feira, junho 05, 2001


Hoje vai rolar uma dança del calderón!!!

U-rrrrrrrrrrruuuuuuuuu!! Só no ritmo caribeño...






ainda relembrando a estupenda noite de ontem:

"não quero gorjeta
faço tudo por amor"






eu acho que queria chamar Layla.

não precisava nem ser o Eric Clapton.
se qualquer cara (tá, não "qualquer cara"),
mas se um cara legal falasse aquelas coisas
para mim, eu tava bem feliz.





Versinho de Cacaso

PROPRIEDADE PRIVADA

meu bem que
pena seu
silêncio
assim ninguém saberá
- nem eu - deste amor enfezado e
doce
que você me
tem




domingo, junho 03, 2001


E fazendo o balanço final, esse final de semana
foi ótimo para resolver uma coisa. Tirar uma espécie
de obstinação da cabeça. E não só desencanar,
como ver que tudo pode dar muito certo assim.
Nem tudo sai como planejado, mas nem por isso
vai ser uma merda. Eu sou eu, você é você. Ninguém
é de ninguém, e assim que é lindo. Bingo!





No domingo eu, as Danis e o Léo dançamos
legal! Apesar das gralhas atrás de nós.
O solzinho tava gostoso e a música tava boa.

"eu gosto tanto de você que até prefiro esconder"





O final de semana foi bem gostosinho.
Os meninos inventaram de fazer uma
animação com massinha. Fui para lá
exclusivamente para dar palpites. Mas
me diverti. O clima tava ótimo, povinho
empolgado.
A animação tá ficando "massa", com o
perdão do trocadilho. Apesar de ter
ficado implicando (mais para encher o
saco deles), devo admitir que os caras
estão se saindo muito bem.
Eu gosto dessa turminha, principalmente
do mais novo integrante, de quem eu encho
mais o saco, mas é só porque ele é o que
mais se irrita. =P



sexta-feira, junho 01, 2001


e ele, de novo, com a desculpa
da "defensiva" foi extremamente ofensivo.