<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2075034\x26blogName\x3d%C3%89+sempre+assim\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://caru.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://caru.blogspot.com/\x26vt\x3d-4795325790978278189', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=2075034&amp;blogName=%C3%89+sempre+assim&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=SILVER&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2F&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2Fsearch" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
Vá de retro Satanás!!!!
quarta-feira, julho 27, 2005


Sempre escrevo sobre meus fins de semana e é sempre assim: vi amigos, fui a um lugar bacana, descansei, vi um filme, blá, blá, blá.
Acho que o consciente coletivo cansou da ladainha e me fez ter um fim de semana completamente enlouquecido, pra variar um pouco e ler algo de novo por aqui. Ok, vocês venceram, batatas fritas.

Vamos aos fatos:

Sexta à noite fomos para a casa do meu pai ver os meus futuros irmãos (ou melhor, ver a barriga da mulher do meu pai, porque eles ainda estão lá e têm cerca de 6 cm).
Sábado fizemos um churrasco delicioso e dormimos muito. À noite vovó me ligou com uma notícia nada agradável. Minha bisavó passou desta para uma melhor. Melhor mesmo, porque ela já estava velhinha e com mil problemas de saúde. Certamente ela está muito melhor agora, num festão lá no céu, com um monte de gente bacana. Deixa saudade, mas sabemos que foi melhor assim.
Por conta da notícia, acordamos cedo no domingo, tomamos café e voltamos para acompanhar o enterro. E enterro é enterro. Rolam umas piadinhas típicas de quem está nervoso, muito choro, e um cansaço absurdo depois. Voltávamos eu, Betão e vovó quando, no cruzamento da Fidalga com a Aspicuelta, um idiota completamente alcoolizado e sem noção simplesmente passou por cima da rotatória e acertou em cheio o carro. Que ódio!!!!! O cara tava tão bêbado, que nem percebeu que acabou com o nosso carro. Vovó se machucou muito e chorava sem parar, afinal tinha acabado de enterrar a mãe, um contato bem perto com a morte. Betão não conseguia mexer a perna e sair do carro. Uma loucura, eu não sabia se acudia o Beto, a vó ou se batia no cara (o que, infelizmente, não deixaram eu fazer).
Bom, aí chama polícia, resgate, um furdunço! Veio bastante gente ajudar, se oferecer de testemunha, xingar o imbecil e ajudar. Vovó foi para um hospital com meu tio e meu primo, que chegaram logo. Eu fui passear de resgate com o Beto e minha cunhada (santa cunhada) foi para a delegacia com os policiais e o Sr. Pé-de-Cana. Vovó só se machucou superficialmente, Betão ta de bengala com uma dor lancinante (que durará muito tempo), e eu percebi só de noite que tinha cortado o pescoço com o cinto e ganho um belo hematoma no joelho.
Na segunda, além de ficar de enfermeira, correr atrás de papelada, exame criminalista do carro, exames de corpo de delito no IML, e, acreditem, atender o telefonema do animal, que resolveu, 24 horas depois, pedir desculpas!!!! Filho da puta, como se eu quisesse as desculpas dele!!!
No fim até que as coisas se ajeitaram, agora é só procurar um carro novo, ir atrás de toda a papelada, documentação, seguro, blá,blá,blá, perder 2 dias de trabalho e ter de correr atrás do prejuízo e ajudar MUITO a justiça manca do nosso país. Porque o Estado vai processar o desgraçado por embriaguez e lesão corporal. E que ele apodreça nas profundezas do inferno. Amém.



Finde
segunda-feira, julho 18, 2005


Sexta fui ao Tostex, prestigiar minha amiguinha Camila, que fez aniversário. Fiquei pouquinho, mas adorei rever o povo.
Sábado foi dia do Joly, festa, como sempre, animadíssima. Matei as saudades da Renata, que não via há um bom tempo, e curti a banda totalmente Elvis Presley. Pra quem sabe, thanks to Lulito e Juju.
Domingo foi dia de resolver pepinos, fazer origami e tentar jogar gamão, basicamente. Ia ver a Ju, mas nasceu o sobrinho muito fofo dela, o Henrique, e inviabilizou nossa tarde de Playstation e meu encontro esperadíssimo com o meu CD do casamento que a Joaninha mandou.

Sou chatinha... sou mesmo. E com muito orgulho. Sou feliz por ter o marido e a vida que tenho. Fazer o quê?



Corpos Pintados
quinta-feira, julho 14, 2005




Ontem fui ver a exposição Corpos Pintados, na Oca.
Para o pouco tempo que tenho para escrever aqui posso dizer que tem algumas coisas sensacionais, mas também tem muita coisa mórbida, que deixa a gente meio de estômago virado.

Mas nem isso tira meu apetite! Saímos de lá e fomos em família comer uma pizza no Papa Genovese. Nham, nham!



Oração árabe


Sensacional a oração árabe da amizade que a minha avó me mandou por e-mail hoje

"Que as pulgas de mil camelos infestem o meio das pernas da pessoa que pense em arruinar o seu dia, e que os braços dessa pessoa sejam curtos demais pra se coçar."

Amém !



quarta-feira, julho 13, 2005


Para quem sentiu falta, temos pérolas!

A Tuca cismou de manter um tal segredo que ninguém consegue desvendar. Aconteceu algo, e só saberemos quando se concretizar. Hoje ela recebeu uma ligação de uma corretora, e a Lu não demorou pra soltar um e-mail pra galera:

“HOJE É FESTA LÁ NO NOVO APÊ
DA CAMIS E DO DIDO
PODE APARECÊ...
VAI ROLAR NOVO NENÊ”


E o I.S. ta longe, mas continua contribuindo... O nick dele no MSN hoje foi o melhor:
“O Dia em que a Daslu virou Galeria Pagé”.
SENSACIONAL!

Agora preciso começar a anotar as da Raquel. É que são tantas, o tempo todo, que fica até difícil catalogar!



A Dança da Tartaruga
segunda-feira, julho 11, 2005


A onda agora é a Dança da Tartaruga!
Três dias no Praia do Forte Ecoresort foram suficientes para que a Dança da Tartaruga não saia da minha cabeça. Quem quiser, peça, que eu ensino a coreografia inteirinha. Pra quem quiser treinar a letra antes, aqui vai:

“A dança da tartaruga, a dança da tartaruga

A dança da tartaruga, da tartaruga meu amor
A dança da tartaruga, a dança da tartaruga
A dança da tartaruga, da tartaruga me balançou
No swing da tartaruga, no swing da tartaruga
No swing da tartaruga, da tartaruga vem meu bem
No swing da tartaruga, no swing da tartaruga
No swing da tartaruga, da tartaruga eu vou me dar bem
Tchuca você foi meu grande amor, hei!
Sempre que eu me lembro de você
Bate forte uma saudade pois agente ainda se ama
Quero amar você e ser feliz, hei!
Viva nosso jeito de viver
Só uma tartaruga fica esperando o seu bem querer
A dança da tartaruga ioio
A dança da tartaruga iaia
A dança da tartaruga
Eu não consigo viver longe de você
A dança da tartaruga ioio
A dança da tartaruga iaia
A dança tartaruga
Ainda te vejo numa tela de cinema”

Eu e Gusta fomos na quinta-feira pra lá e voltamos sábado à noitão. Que delícia! Apesar de trabalharmos bastante, deu para curtir. Acarajé, bobó de camarão e tudo mais que a Bahia oferece. Só não tivemos sol e calor. Chovia e ventava demais, uma pena.

Parece que meu marido lindo ficou bem comportado e arrumou a casa direitinho. Além disso, montou um aquário bonitão pra gente.

Já estou de volta à loucura paulistana e ao trabalho. Feliz e exausta, mas tá valendo. Agora eu e Betão temos celular lindo e novo que funciona. Ganhei de 1 ano de casamento, curti. Quem não tiver o número novo ainda, peça, que eu mando.

Meu irmão Thomas está enorme, ouvi dizer. Já me passou em altura. E além de inteligente é criativo: fez uma imagem bem legal para eu colocar na minha comunidade “É Caru, e não Carol” no Orkut.

Como nem tudo nessa vida pode ser lindo, perdi o GOM (Girls Only Meeting) das meninas do Eh Vero. Elas passaram o finde aqui em Sampa curtindo a vida adoidado.



Nada
segunda-feira, julho 04, 2005


Um ano de casada, ainda falta a comemoração...

Passei o finde com a mamãe e os irmãozinhos.... QUE DELÍCIA!!!!
Pena que tive de voltar, por mim ficava lá um tempão.

Ainda bem que não fomos ao Brasileiro, teve um acidente bem chato lá...

Agora começa a semana, TPM batendo à porta.... ai, ai, ai...