<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2075034\x26blogName\x3d%C3%89+sempre+assim\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://caru.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://caru.blogspot.com/\x26vt\x3d-4795325790978278189', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=2075034&amp;blogName=%C3%89+sempre+assim&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=SILVER&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2F&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2Fsearch" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
terça-feira, março 16, 2004


Novo fotolog: MEU MUNDO E NADA MAIS



sexta-feira, março 12, 2004


Tenho tanta coisa entalada na garganta, que não sei exatamente a intensidade de cada uma. Já virou um bolo!

Nos últimos dois dias fui golpeada com informações e impressões que eu preferia não ter tido. Tive de parar e pensar, analisar, pesar, para acabar descobrindo que não, eu não estou sendo paranóica nem neurótica. Que eu não sou mimada e possessiva. As coisas que estão acontecendo são sérias mesmo e eu preciso tomar uma atitude em relação a isso.

Ouvir o que eu ouvi e concluir que a minha percepção é totalmente diferente de uma pessoa tão importante pra mim foi duro. Soco no estômago! Mas até aí, vamos que vamos! Nada que não possa ser resolvido.

Mas ter de, na sequência, notar que a última coisa que devia acontecer está acontecendo foi foda! Caralho!!!!!!!! Eu sou muito feliz por ter ao meu lado o cara que eu tenho. Sou muito feliz por saber que ele se dá bem com todos os meus amigos. Sou muito feiz porque o Beto é um baita companheiro, que sabe me ouvir, que sabe falar a coisa certa na hora certa. Mas, acima de tudo, sou muito feliz por saber que tudo isso (lindo e maravilhoso) é meu. Realmente, posso dizer por experiência própria que é muito difícil não se apaixonar por ele. A única diferença é que no meu caso, tinha a Pata e a Mrs. Burns, e eu não tinha absolutamente NADA a ver com elas.

Tô puta, muito puta. A minha sorte é que todas as características do parágrafo acima fazem MUITA diferença numa hora dessas e hoje eu vou curtir o meu amor.