<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d2075034\x26blogName\x3d%C3%89+sempre+assim\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://caru.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://caru.blogspot.com/\x26vt\x3d-4795325790978278189', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=2075034&amp;blogName=%C3%89+sempre+assim&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=SILVER&amp;layoutType=CLASSIC&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2F&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fcaru.blogspot.com%2Fsearch" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
You´re the best thing
sábado, julho 26, 2008


Um dos muitos legados do meu padastro foi Style Council.
Na boa... You´re the best thing me relaxa de absolutamente tudo!!!!!!!!

Tá..... um dos zilhões de legados da minha mãe-heroína é o rescue, um floral de Bach pra la´de tri-legal.



Bebezada
sexta-feira, julho 18, 2008


Ontem recebemos em casa para um jantar delícia Claudia e Luis Fernando. Foi bem divertido, comemos e bebemos a valer.
Eles são os pais da Erika e do Francisco, do blog Bebezada, que vale a pena conhecer.



Batman
segunda-feira, julho 14, 2008


Não aguentei!!! Fui o supermercado hoje e comprei duas caixas de Nescau cereal, só pra ganhar os bonecos do Batman. Eu queria MUITO o Coringa e consegui, vivaaaa!!! Legal que veio o Batman também, mas agora eu tenho de conseguir o Espantalho.
Muito bom chegar (bem) perto dos 30 e ainda curtir essas coisas...



Luíza
sexta-feira, julho 11, 2008


Hoje passei a tarde com a Ana e com a Luíza. AMEI!
A Luíza dormiu no meu colo, fez um monte de puns e riu pra mim, ou seja, acho que ela gostou... rs...
Faltou foto da Loba e da Ana, da próxima vez eu tiro. Vejam se ela não é uma fofa...














Quatro anos



Que coisa mais linda que minha mãe mandou pra gente, em comemoração aos quatro anos de casamento. Vi lá de Buenos Aires. Amei, mams!


Aliás, devo dizer que os parabéns nós recebemos dela e da Dinda Ju. SÓÓÓÓÓÓ!!!


Agora pergunto: de que adianta ter 14 padrinhos de casamento se nem parabéns pelo aniversário a gente recebe??? Hein??????????



Buenos Aires - dia 5
quinta-feira, julho 10, 2008


Dia 5 - 6 de julho

Perdemos a hora, acordamos às 11hs, perdemo o café. Fomos de táxi à Feria de Mataderos. Fica quase fora da província de Buenos Aires. Longe. Tomamos uma bronca do taxista porque não tínhamos trocado.

Mataderos é uma feira de artesanato e de cultura da Argentina. Tem gente dançando na rua, grupos de danças folclóricas, um monte de gaúcho vestido de bombachas, e várias comidas esquisitas. Fomo a uma barraca que era a mais cheia, portanto deveria ser a melhor. Tinha até de pegar senha! Comemos as melhores empanadas do universo e depois comi Humitas, uma polenta com milho, queijo e pimentão servida como se fosse uma pamonha, enroladinha na folha de milho. MUITO bom. Vinho em copo de plástico, bem gostoso. Andamos bastante e compramos umas estatuazinhas bonitinhas pra botar do lado das negas aqui de casa.
De lá pegamos um táxi e fomos à feira de San Telmo. Bem cool, cheio de bandas de jazz pelas ruas. Tinha uma menina pequena tocando baixo, coisa linda. Andamos loucamente até o hotel. Chegamos exatamente no momento em que ia começar a chover.

Dormimos um pouco, arrumamos as malas e fomos jantar no Sanjuanino, na Calle Posadas, 1.515, na Recoleta. O lugar tem as mais famosas empanadas de Buenos Aires. O guia dizia que era muito barato, mas não é tanto assim. Também não é caro. Bem gostoso, mas as sobremesas deixam a desejar. Comemos no andar de baixo, no porão, que é aconchegante, principalmente com o frio que estava fazendo. De novo, tomei uma Stella de 1 litro.



Buenos Aires - dia 4


Dia 4 - 5 de julho

Acordei o Beto cedo. Café da manhã e La Boca. Tava tudo fechado, lá só começa mais tarde. Claaaaaro que o idiota do taxista não podia avisar. O cara fumava no carro!!!

Voltamos e fomos andar de novo na Florida. Tava calor e o sol saiu. Foi bom que voltamos ao hotel e nos trocamos para seguir para La Boca por volta das 12hs.

Uma delícia lá! Várias compras, muito tango na rua, dia bonito, enfim... Para o almoço, a Dé tinha indicado o El Obrero. Fica na Calle Agustín Caffarena, 64. Um policial nos aconselhou a não ir a pé. Fomos de táxi. O taxista também nos avisou para ligar para ele quando quiséssemos ir embora, para não sairmos a pé sozinhos. O lugar era mesmo assustador. Mas como valeu a pena!
Todo decorado com fotos e flâmulas do Boca, tem umas figuras que vão almoçar lá. Pedimos milanesa com purê de papas (que veio gigante), mais tortilla de cebola e queijo. Divinooooo!!! Pedi uma Stella Artois e veio uma garrafa de 1 litro. Amei! De novo nos acabamos e pagamos exatos 54 pesos! Impressionante!!!

Voltamos ao Caminito e depois à Florida comprar umas coisas que faltaram. No hotel, dormimos um pouco.

Às 20h30 fomos ao show de tango no Tortoni. Lindo, lindo. Resolvemos comer algo por lá mesmo. Aí nos avisaram que haveria um show de jazz às 23hs. Ficamos pra ver e deliramos! É no porão do Tortoni!!! Demais. Com cidra, então, nem se fala. Fomos dormir mortos, pra variar.



Buenos Aires - dia 3


Dia 3 - 4 de julho

Beto ficou um pouco de molho na banheira de manhã.



Fomos ao Subte, corajosos, e saímos em direção à Av. Córdoba de novo, em busca da ponta da Puma. O Subte é sujo e feio, mas você se senta em sofás fofos de veludo pink. Lindo!

Andamos pra cacete na Córdoba e finalmente descobrimos que a ponta não era lá, mas na Calle Gurruchaga, uma travessa da Córdoba. Na avenida os preços não são assim tão fascinantes. Mas a ponta da Puma, na Gurruchaga, 806, é show. Ganhei uma bolsa linda.

De lá fomos a uma loja em Palermo também chamada Calma, Chicha! Essa foi indicada pelo guia e foi ótema. Tem coisas de decoração, UD e couro. Comprei dados de madeira pra jogar YAM, presentes para mamãe e sogra e adorei. Fica na Calle Honduras, 4.925. De lá andamos até a Plaza Cortázar, que é bem gostosinha e tomamos um café num lugar que não lembro o nome.

Comemos no Piacere, uma rede de restaurante de comida italiana bem gostosa. Comemos na da esquina da Gurruchaga com a Paraguay. De lá, mortos, pegamos um táxi até a Avenida Santa Fé, que é famosa pelas lojas bacanas - tem Adidas, Nike, Puma, muitas perfumarias etc. E tem o El Ateneu, a livraria construída num antigo teatro. Lindo demais, as pessoas ficam lendo nos camarotes, é bem batuta mesmo. Aí sim andamos até o hotel de volta. Passamos no Tortoni para reservar lugares no show de tango de amanhã.


De novo descansamos um pouco no hotel e à noite fomos ao Siga La Vaca, em Puerto Madero, que não dava pra se ver direito, de tanta neblina. Lá, por 59 pesos, come-se à vontade. Mas o garçon avisou logo que era só uma bebida por pessoa. Pedi um vinho e o Beto, uma Coca. Veio uma garrafa de vinho e um litro de Coca. Sensacional! Cheio de brasileiros, tinha muita carne e mil saladas. O purê de papas em todos os lugares é delicioso. O Beto não se aguentava de felicidade com o bife de picanha que pegou. De sobremesa, praticamente um balde de mousse de chocolate. Depois hotel, sem conseguir nem piscar de tanta comida.




Buenos Aires - dia 2


Dia 2 - 3 de julho
Feliz aniversário de quatro anos de casamento!!!
Descobrimos por que tinha um rodo no banheiro. Tomei banho com a cortina pra fora da banheira e alaguei tudo.
O café da amnhã do hotel é honesto: suco de laranja, café com leite ou chá, medias lunas, manteiga e geléia.
Pertinho do hotel fica a Plaza de Mayo, com a Casa Rosada, a Catedral etc. etc.... A Catedral tem uma lojinha sensacional, com pingentes e pulseiras lindinhos para dar de presente.
Passamos na Calle Florida, que é bem perto também (ah! encontramos nossos amigos gays lá) e de lá pegamos um táxi para a Av. Córdoba, onde a Dé tinha dito que tinha uma ponta-de-estoque da Puma. Nadaaaaaaaa... Andamo muito de lá, passando por Palermo e Palermo Viejo. Como a cidade é plana, você anda de boa de um bairro pro outro.
Fomos comprar o presente da Catarina (encomendado) na Owoko, uma loja bem bonitinha de roupas para crianças. Não é barato, mas as roupas são bem diferentes. A Owoko fica na Calle El Salvador, 4.694.
De lá fomos comer no La Cabrera, um restaurante que eu vi indicado no G1. Adorável surpresa. è bem aconchegante e a comida muito boa. Pedimos um milanesa e papas criolas (batatas como chips, com ovos mexidos jogados por cima) para acompanhar. Quando chegou, a carne vinha com 13 potinhos de acompanhamentos!!! Bebi um ótimo vinho, nos acabamos de comer e pagamos cerca de 100 pesos, uma maravilha.
Saímos de lá umas 15h20 e andamos até umas 17hs pra ver se conseguíamos digerir aquela orgia gastronômica. Passamos numa loja de lingerie, em Palermo, que era indicada pelo guia e parecia bacana. Chama Amor Latino e é horrível. Uma breguice só, odiamos.

Fomos até Montserrat, o bairro do hotel, andando. Paramos para descansar um pouco no Café Casablanca, na frente do Congresso, e fomos para o hotel. A banheira é ótima, porque dá pra dar um descanso para as pernas. Ficamos lá no hotel até umas 21hs, porque estávamos super cansados e sem fome nenhuma. Tínhamos planejado de ir a um restaurante romântico chamado El Ultimo Beso, mas desistimos porque não aguentávamos pensar em jantar.

Fomos, então, dar uma volta na Recoleta. Acabamos entrando no Locos X El Fútbol, um bar no Shopping Village Recoleta, que só tem Maradona e Tevez. Queríamos provar umas entradas que pareciam boas, mas eles só serviam para quatro pessoas. Hein?? Comemos uns frios e queijos bem meia boca e eu provei a Clarita, uma cerveja com um toque de pomelo, horrível. Enfim: lugar caro e serviço ruim.
Na volta para o hotel, parada básica no Tortoni para um café.

P.S.-> na Florida tem várias vezes uma lojinha chamada Onda Shop, de acessórios. Compramos meias sensacionais (compridas e listradas) por 15 pesos e eu comprei um protetor de orelha de plush (senão ia ter uma otite forte) super batuta.



Buenos Aires - dia 1



Resolvi fazer uma espécie de diário de Buenos Aires. Pra quem é como eu e gosta de fazer uma programação básica antes de de sair de casa, pode ser útil.
Eu mesma peguei dicas em blogs e sites, pela busca do Google. Também peguei dicas de amigos e levei um guia da Viagem & Turismo (o único que achei).
O ideal é ter um bom mapa de Buenos Aires, porque dá pra fazer muita coisa a pé, mas sem um não rola. O do guia não era bom. Peguei no hotel um bacana, e no Subte outro interessante também.

Dia 1 - 2 de julho

4 hs - acordamos achando que eram 5hs, errei no despertador.
5 hs - acordamos de verdade
5h45 - táxi chegou para nos levar ao Terminal Barra Funda
6 hs - chegamos na Barra Funda
6h20 - o ônibus do Airport Bus Service saiu da Barra Funda
7h30 - chegamos ao Aeroporto de Cumbica
10h20 - embarque
10h50 - horário previsto para o vôo
12h20 - horário do vôo com atraso

Pausa - todo mundo fungava!!!! O tempo todo, em todo lugar!!!

15h40 - pousamos
17h20 - conseguimos sair do aeroporto. Deve ter dado uma hora de fila no banco! Pelo menos nos distraímos com uma coreana que trazia MUITA comida na bagagem. O pessoal da alfândega tava bem bravo. Também fizemos amizade com um casal gay e com duas velhinhas na fila.
19hs - Tortoni!!!! Cidra e tábua de frios, pra abrir a viagem. Fomos também à farmácia comprar shampoo e sabonete e a uma lojinha pegar adaptadores de tomadas. Voltamos para o hotel para descansar um pouco antes de jantar, mas apagamos!
Sobre o hotel - ficamos no Hotel Hispano, na Av. de Mayo, 861. Fica a uns 10 metros do Tortoni, então achamos que era o ideal. O hotel é pequenino, mas limpo e agradável. Baratinho, impressionou: tem calefação que funciona, banheira no quarto, secador de cabelos, tv, frigobar... Tudo de bom.



Bs As
sexta-feira, julho 04, 2008


Buenos Aires està uma delìcia.

Estamos andando muito e comendo bastante. Muito frio, quase congelando, chegamos sempre mortos no hotel e tomamos um belo banho de banheira.
Amanha teremos La Boca, Caminito e tango no Tortoni.
Domingo iremos a Mataderos e San Telmo.
Segunda mais uma voltinha pela Florida e chegamos em SP por volta das 20hs.

Bueno!!



Se foi divertido?????????
terça-feira, julho 01, 2008